Nova entrevista da Megan para uma revista italiana

mmmm

Megan foi entrevistada recentemente por uma revista italiana. Confiram abaixo sobre o que ela falou. E não, infelizmente ela não falou nada sobre o possível bebê.

Post por Andie.

 

 

Sobre o machismo em Hollywood:

“O machismo não está totalmente morto.E não falo só em Hollywood. Eu sei que meu corpo me trouxe até Hollywood, visto que meus personagens sempre puxam para o lado sexy, mas eu também tenho um cérebro e pretendo usá-lo. Para mim, beleza não significa burrice ou falta de modos. Vivemos num mundo chovinista, e nós mulheres temos que nos defender. Quanto a mim, nunca participarei de um reality show e graças a Deus nunca aceitei passar por um “teste do sofá” (quando as atrizes conseguem um papel através de sexo com diretores ou produtores).

Sobre racismo

“Agora não estamos só sendo julgados pela cor da nossa pele, mas pela quantidade de dinheiro que temos no banco”.

Sobre propostas indecentes em Hollywood

“Se eu já recebi propostas indecentes em Hollywood? Com certeza. Mas sempre recusei todas. Acho nojento e imoral. Sexo para mim é só com o homem que eu amo”.

Sobre aparências

“Sempre lutei contra superficialidade e preconceito. De onde eu vim, você sendo bonita ou não, se você dissesse que seu sonho não era somente casar e ter filhos, por exemplo, você era vista como uma mulher má”.

Sobre sua “inveja” do ator George Clooney

“Invejo ele pelo simples fato dele poder fazer piadas de conteúdo sexual sem ser mal interpretado. Se eu fizesse essas mesmas piadas, iriam me taxar de “puta disponível”. Engraçado é que George uma vez me disse que eu tenho o mesmo senso sarcástico que ele tem”.

Sobre quando Megan falou para sua mãe que queria ser atriz

“Eu tinha 3 anos. Amava o filme “O Mágico De Oz” e queria ser a Judy Garland. Nasci numa família que era muito humilde na época. Nós sempre estávamos nos dobrando para conseguir pagar todas as contas no final do mês. E não sobrava dinheiro para mais nada. Então sonhar com uma vida diferente era a minha forma de fugir da realidade”.

Sobre a correção que a revista francesa Jalouse fez em uma frase dita por Megan e se ela sempre le tudo que falam dela

“Tudo não, senão eu ficaria louca. Essa revista tinha afirmado que eu tinha dito que “nunca trocaria de lugar com uma garota não atraente”. Nunca disse isso. Eu sei que beleza é um presente e me considero sortuda nisso. No momento, tenho uma relação ótima com o meu corpo, mas também ficaria bem comigo mesma se não tivesse minhas pernas desse jeito, os seios daquele jeito, os olhos daquele outro jeito, etc. Tive que explicar para o diretor da revista que a tradução estava errada e o que eles colocaram estava me prejudicando. Ele entendeu e corrigiu. Mas fiquei muito chateada. Eu aprendi da pior forma possível o que falar e o que não falar para revistas e reporteres”.

Sobre a relação dela com seu marido, o ator Brian Austin Green

“Ele é demais. Ele mudou completamente a minha vida e ele diz que eu também mudei a dele. Mas a gente nem precisa falar. É óbvio demais. Já disseram que nossa relação parece um desses filmes de Hollywood….rs. Pode até ser, mas não nos importamos com isso. Só nos importamos em ser felizes um com o outro. E graças a Deus, está dando certo”.

Anúncios

Um comentário sobre “Nova entrevista da Megan para uma revista italiana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s